CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS / MELHORES PRÁTICAS

CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS / MELHORES PRÁTICAS

Artigos

Estimando Custos em Projetos

Há 3 principais processos de Gerenciamento de Custos no Gerenciamento de Projetos:

Estimativa de Custos
Determinar o Orçamento
Controle de Custos
A Estimativa de Custos é o primeiro desses 3 processos e basicamente desenvolve uma aproximação dos custos de todos os recursos lançados no projeto. Isso inclui, mas não se limita, à mão-de-obra, materiais, equipamentos, serviços e instalações, além de reservas específicas como provisão para inflação e contingências.

O PMBoK defende que a primeira estimativa de custos de um projeto deve ser feita no processo de Planejamento, depois de confeccionadas WBS/EAP e declaração de escopo.

Porém, a grande maioria dos profissionais já realiza uma estimativa grosseira no processo anterior ao Planejamento, ou seja, na Iniciação. É no processo de Iniciação que o estudo do projeto (Anteprojeto) é montado e o Project Charter (Termo de Início) é elaborado contendo as principais estimativas de custo e tempo. O Project Charter contém basicamente o objetivo do projeto, objetivo do produto, dados do gerente do projeto, stakeholders, premissas, restrições, previsão de duração e geralmente a estimativa de custo e o retorno do investimento (ROI ? Return On Investment). É com base nessas informações contidas nesse documento que o Sponsor irá decidir se o projeto será iniciado. Caso o início seja autorizado, o trabalho deixa de ser um estudo (anteprojeto) e se torna efetivamente um projeto.

Incluir ou não a estimativa de custo antes do Planejamento, ou seja, no processo de Iniciação através do Project Charter, é uma escolha do Gerente do Projeto. Há vantagens e desvantagens na escolha por esta antecipação. O fato de o Sponsor possuir a estimativa de custo no momento de aprovar o início do projeto é uma vantagem. Porém, estimar um custo antes do Planejamento possui um risco bem maior de não ser realista, resultando em uma desvantagem. Caso seja optado por incluir a estimativa na Iniciação, que esta seja grosseira, porém realista. A grande dificuldade em estimar custos antecipadamente no Project Charter é não conter ainda nesse momento os dois principais insumos necessários para estimativa, construídos no processo de Planejamento:

Declaração do Escopo do Projeto
Estrutura Analítica do Projeto (WBS ou EAP)
Com base nessas duas principais entradas, o PMBOK sugere 9 ferramentas para realizar a estimativa. Veremos a seguir apenas 4:

Opinião Especializada
Estimativa Análoga
Estimativa Paramétrica
Estimativa Bottom-Up
A Opinião Especializada solicita a estimativa de profissionais (recursos humanos) que possuam conhecimento sobre o ambiente e já tenham participado de projetos passados similares. É com base na opinião desses especialistas que a estimativa é feita

Já a Estimativa Análoga utiliza as áreas de conhecimento da restrição tripla de projetos anteriores semelhantes (escopo, tempo e custo). Basicamente resulta no consenso: projeto anterior com Escopo e Tempo similar ao projeto atual tende a possuir um Custo também similar ao projeto atual.

A outra estimativa é a Paramétrica. Esta técnica utiliza relação de estatística de dados históricos calculando uma estimativa para parâmetros de atividades do projeto. Por exemplo, se uma das atividades do projeto é colocar o piso em 50 metros quadrados e é de conhecimento o custo de 1 metro quadrado de piso, estima-se o custo total desta atividade para o projeto. Essa técnica pode produzir alto nível de precisão.