CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS / MELHORES PRÁTICAS

CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS / MELHORES PRÁTICAS

Artigos

Otimizando o lado humano do gerenciamento de projetos

Como a atenção ao fator humano no gerenciamento de projetos produz
resultados positivos ao mesmo? Como ele ajuda a melhorar a qualidade, reduzir custos e assegurar que o projeto irá prosseguir de acordo com o planejado?
Eis algumas formas:


Gera sinergia. A aberração aritmética "2 + 2 = 5" ilustra simbolicamente a sinergia. O termo vem da química, em que uma mistura de dois elementos pode produzir um resultado mais potente e significativo do que a aparente soma dos elementos originais. Na interação humana, ocorre um tipo seme­lhante de reação. Por exemplo, duas pessoas cooperando e trocando idéias poderão produzir resultados mais significativos do que o fariam as mesmas pessoas trabalhando separadamente. Sinergia é comumente ilustrada nos esportes pelo conceito "equipe de trabalho". Uma equipe bem treinada de jogadores comuns que cooperam e são sensíveis aos pontos fortes e aos pontos fracos de todos que a com­põem podem derrotar um grupo de grandes estrelas unidas ao acaso. Te­nha em mente que a sinergia também pode funcionar negativamente. Em alguns casos, dois mais dois podem produzir um resultado de três e não cinco. Uma força-tarefa que falha em "realizar suas ações em conjunto" pode ficar envolvida em rivalidades, exaltar-se e perder o controle.

Forma contratos psicológicos. Um contrato psicológico consiste de expectativas mútuas do indivíduo e da organização. Cada parte traz ao relacionamento um conjunto de expectativas quanto ao que cada um irá dar e receber. Contratos psicológicos sólidos criam uma rede interativa na qual as atividades críticas fazem interface automaticamente. Quan­do existe a comunicação aberta, as expectativas mútuas provavelmente serão razoavelmente compatíveis. O gerente de projeto que é sábio consegue contratos sólidos com os membros da equipe e minimiza ex­pectativas irreais ou infundadas.

Cria um arranjo produtivo. Uma abordagem orientada para pessoas no gerenciamento de proje­to é uma forma agradável de realizar trabalhos produtivos. As metas do projeto são mais prováveis de serem atingidas quando uma equipe de profissionais motivados trabalha vi­sando atingir objetivos que estão em harmonia com suas metas pessoais e profissionais. Quando os relacio­namentos do tipo dar e receber for­necem o tom para um projeto e os membros das equipes acreditam que estão contribuindo para objetivos significativos do projeto, o trabalho torna-se mais divertido. As pessoas realmente podem trabalhar mais ar­duamente e durante mais tempo sob uma abordagem "pessoa" do que sob uma abordagem de sistemas ou outra abordagem organizacional.

Elimina dificuldades organizacionais. Equipes atentas ao lado humano na gestão de projetos são menos rígidas e têm mais chances de se adaptar a novas situações de projeto do que aquelas baseadas exclusivamente numa abordagem de sistemas. No caso de contratos psicológicos objetivos, os mem­bros da equipe terão objetivos firmes e não permitirão que as barreiras difi­cultem o caminho.

Melhora as relações com o cliente. A habilidade do cliente de examinar um projeto, estabelecer políticas, indicar controles e participar nas principais decisões do projeto é um fator fundamental para o sucesso do projeto. Quan­do se percebe o cliente como um grupo de pessoas, cada um com objetivos distintos pessoais, profissionais e de projeto, então as relações com o cliente tendem a ser tanto harmoniosas quanto produtivas. Se os relacionamentos são abertos, fáceis e diretos, serão resultados positivos futuros. Se os relacio­namentos são forçados, o envolvimento do cliente pode criar obstruções ao longo do projeto.

Torna o gerenciamento de projeto mais eficaz. Talvez a razão mais importante e pragmática para enfatizar o lado humano do gerenciamento de projetos seja que ele simplesmente é uma forma mais eficaz de se ter o projeto realizado com sucesso. Ele abre caminho para a execução das tarefas necessárias e cria uma atmosfera objetiva de solução de problemas. A eficácia da abordagem baseia-se no princípio de que todos os problemas de projeto podem ser resolvidos pelas pessoas.